Primeira manhã de palestras abordou gestão e sindicalismo
Na manhã do dia 16 de maio, o auditório do 35º CNSE recebeu suas primeiras palestras. O primeiro tema abordado foi Gestão do Amanhã, apresentado por Sandro Magaldi, autor do best-seller com o mesmo título, cofundador do meuSucesso.com e mentor do Instituto Endeavor. Partindo da indagação “Será que estamos preparados para o amanhã?”, o autor falou das mudanças que estão ocorrendo na sociedade e como isso impacta os negócios, tendo em vista que não é apenas as tecnologias que se modificam, mas também as pessoas.
Magaldi chamou atenção para a necessidade das empresas de estarem atentas a essas transformações, que podem significar a glória ou a derrota, dependendo de como as organizações e seus gestores lidam com elas: “Se, por um lado, o mundo traz ameaças importantes, por outro, traz oportunidades incríveis”, pontuou. O palestrante falou de como as empresas que souberam aproveitar as oportunidades criadas pela tecnologia tornaram-se as que as mais rentáveis do mundo, enquanto as que têm dificuldades para enxergar as mudanças de cenário estão perdendo cada vez mais espaço.
Em seguida, José Pastore, professor da Universidade de São Paulo e consultor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, falou sobre as transformações pelas quais as organizações sindicais estão passando, a partir da mudança na legislação trabalhista: “Com o desaparecimento da obrigatoriedade da contribuição sindical já está havendo uma mudança enorme nos sindicatos”.
O palestrante falou sobre as estratégias que algumas organizações estão usando para driblar a queda de receitas, como fusão de sindicatos e fortalecimento a partir da união com as federações. Ele também chamou atenção para a possibilidade de o país passar por uma reforma sindical que vai exigir mudanças ainda maiores para que os sindicatos conquistem os associados, e isso passa por representar ativamente sua categoria.
A manhã foi encerrada com o painel Negociação Coletiva de Trabalho (acordado x legislado), com palestra de Valdeci Cavalcante, empresário, advogado, professor universitário e presidente do Sistema FECOMÉRCIO-PI; coordenação de Frederico Penna Leal, presidente do SINDILOJAS de Recife, e mediação de Ivo Dall´acqua Júnior, vice-presidente da FECOMÉRCIO de São Paulo.

No painel, o palestrante comentou a importância do item da reforma trabalhista que versa sobre as negociações coletivas: “O acordado sobre o legislado traz a paz social porque faz valer a vontade dos empresários e dos empregados”. Ele também falou sobre a necessidade de que, com o novo cenário legal, a CNC crie uma Contribuição Assistencial, para que as empresas mantenham suas entidades representativas.